Sustentabilidade

Recursos naturais e resíduos

Já entramos no cheque especial

O Dia da Sobrecarga da Terra chegou mais cedo este ano

A+ A-
  • Crédito: WWF Brasil
  • Crédito: Global Footprint Network
  • Crédito: Global Footprint Network

Ainda faltam cinco meses para terminar o ano, mas já esgotamos todos os recursos da Terra disponíveis para 2018. Em outras palavras, o planeta entrou no cheque especial, mais conhecido como o Dia da Sobrecarga da Terra ou Earth Overshoot Day, em inglês.

O cálculo do Dia da Sobrecarga da Terra, feito e divulgado anualmente pela Global Footprint Network (GFN), organização de pesquisa internacional, usa como base a biocapacidade do planeta, ou seja, o montante de recursos naturais disponíveis dividindo-a pela soma de recursos que consumimos. 

Até o final do ano, o ser humano viverá com um déficit ecológico, exaurindo estoques de recursos naturais com a sobrepesca e a extração exagerada de florestas, e emitindo mais dióxido de carbono na atmosfera do que os ecossistemas são capazes de absorver.

A data deste ano, 1º de agosto, é a mais recente desde que o planeta estourou seu orçamento ambiental pela primeira vez, no início da década de 1970. 

Pegada Ecológica? O que é isso?

A forma como vivemos deixa marcas no meio ambiente. E nessa caminhada, deixamos “pegadas”, que podem ser maiores ou menores, dependendo do nosso estilo de vida. 

A pegada ecológica é um conceito criado por Mathis Wackernagel, fundador da Global Footprint Network, e o professor William Rees, da Universidade de British Columbia, no Canadá, para representar a relação entre o consumo, exploração e utilização dos recursos naturais, e a capacidade do planeta em repor tais elementos naturalmente. Expressada em hectares globais (gha), permite comparar diferentes padrões de consumo e verificar se eles estão dentro da capacidade ecológica do planeta.

No Brasil, registramos o Dia de Sobrecarga da Terra no último dia 19/07, o que representa o consumo de 1,83 planeta. Apesar disso, nosso País ainda é retratado como um "credor" de recursos naturais, já que a biocapacidade por pessoa supera a pegada ecológica individual dos brasileiros. 

Mesmo que a pegada ecológica dos brasileiros não tenha aumentado muito desde 1961 (um consumo de 2,41 hectares globais por pessoa, contra 3,08 em 2014, última data disponível), o montante de recursos disponíveis caiu de 22,78 hectares globais individuais para 8,85 no mesmo período. 

Repensar e reduzir o consumo, reutilizar e reciclar produtos, assim como poupar energia, água e demais recursos contribuem para construirmos um mundo mais sustentável, em que todos serão beneficiados. 

Para calcular sua pegada ecológica, clique no LINK. 

Como a Eletropaulo contribui para reduzir sua pegada ecológica?

Estabelecemos metas e adotamos práticas para a redução de emissões, assim como o uso eficiente de recursos naturais em nossas operações. Assumimos um compromisso com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS), que compõem a Agenda 2030 da ONU, especialmente com os ODS 13 - Ação contra a mudança global do clima, ODS 11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis e ODS 12 – Consumo e Produção Responsáveis.

Em nossa Declaração de Compromissos para as Mudanças Climáticas reforçamos o nosso papel no combate às emissões de gases de efeito estufa (GEE) nas atividades da empresa. Também somos signatários do Pacto Global e participamos, voluntariamente, do EPC (Empresas pelo Clima) do Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas.

Notícias relacionadas

Recursos naturais e resíduos

Ponto do Recicle Mais, Pague Menos em novo ende...

Eletropaulo realiza mais uma parceria com Assaí Atacadista para instalação do ponto de coleta em Diad...

Recursos naturais e resíduos

Os impactos positivos da reciclagem em parceria

Eletropaulo contribui com a Política Nacional de Resíduos Sólidos e amplia a consciência ambiental na popu...

Recursos naturais e resíduos

Sustentabilidade no tratamento dos resíduos de po...

Eletropaulo investe mais de R$ 9 milhões em veículos trituradores e doa os materiais recolhidos par...

Houve um problema no envio da mensagem.
Por favor, tente novamente.