Sustentabilidade

Desenvolvimento de pessoas

Trocar pode ser mais divertido que comprar

Crianças atendidas pelo Centro Educacional Infantil Luz e Lápis vivenciam uma experiência divertida com a troca de brinquedos

A+ A-

Em vez de comprar, trocar. Essa foi a proposta da feira de trocas de brinquedos, realizada em 20 de outubro, no Centro Educacional Infantil Luz e Lápis, unidade Guarapiranga. A ação contou com a participação de mais de 100 famílias e crianças atendidas pela instituição. A programação também contou com distribuição de lanches e brincadeiras lúdicas entre todos os presentes.          

As atividades promoveram o entrosamento e a socialização entre os pequenos atendidos pela instituição, além de desestimular o consumismo infantil, que se tornou uma das características culturais mais marcantes da nossa sociedade. Os pais e responsáveis foram convidados a participar da mediação dos processos de troca, o que contribuiu para reforçar o caráter educativo da ação.  

“Ações como essa fortalecem o vínculo entre as crianças e promovem novas formas de brincar. A experiência também é enriquecedora ao dar novos significados a brinquedos usados, que passam a ser o ponto de partida para um diálogo infantil. Para as mães, pais e responsáveis, é uma oportunidade valiosa de vivenciar momentos de diversão em família livres do consumo”, comemora Isabela Guimarães, diretora do CEI Luz e Lápis. 

Eletropaulo e a valorização da primeira infância

Apoiado pela Eletropaulo, o CEI Luz e Lápis conta com duas unidades, nos bairros de Santo Amaro e Guarapiranga. A instituição atende gratuitamente crianças de 1 a 5 anos e 11 meses, em situação de vulnerabilidade social. 

Para garantir o desenvolvimento integral da primeira infância, o CEI Luz e Lápis adota a linha socioconstrutivista, que tem como objetivo desenvolver a capacidade da criança de observar, descobrir, pensar e agir. Essa proposta pedagógica tem como princípios o respeito à dignidade e aos direitos das crianças: o direito ao brincar; o acesso aos bens socioculturais disponíveis; a socialização e o atendimento aos cuidados essenciais. Em 31 anos, mais de oito mil crianças já foram atendidas pela instituição.  

A iniciativa está alinhada às metas do ODS 4 – Educação de Qualidade, que integra a Agenda 2030 das Organizações das Nações Unidas, com a qual estamos comprometidos.

Notícias relacionadas

Desenvolvimento de pessoas

O papel das finanças na incorporação da sustentabil...

Eletropaulo participa da Jornada Terceira Margem promovida pelo GVCes

Desenvolvimento de pessoas

O reconhecimento da diversidade e da inclusão

Eletropaulo é destaque no Prêmio Melhores Empresas em Cidadania Corporativa 2018

Desenvolvimento de pessoas

Sustentabilidade como meta das lideranças

Eletropaulo é pioneira no setor elétrico ao vincular os ODS nos contratos de gestão

Houve um problema no envio da mensagem.
Por favor, tente novamente.